Crescer e partir com Tamara Klink - Editora Peirópolis

Crescer e partir com Tamara Klink

Estante de livros

O livro Um mundo em poucas linhas, de Tamara Klink, apresenta poemas e textos em prosa poética sobre viagens variadas que Tamara fez desde criança com sua família, além de reflexões sobre a vida, a adolescência, os amores, o desenvolvimento e as muitas experiências de deslocamento e travessias: as que envolveram viagens propriamente ditas e aquelas que todos nós fazemos ao crescer e nos lançar na vida.

Os textos de gêneros diferentes conversam entre si e mostram o caminho nem sempre linear da autora em seu processo de amadurecimento, sem seguir uma ordem cronológica, mas sim afetiva, daquilo que foi vivido.

Capa do livro Mil Milhas, de Tamara KlinkO livro Mil Milhas, de Tamara Klink, revela, por meio do relato de viagem, poemas e desenhos, os sentimentos, as descobertas, as dúvidas, os riscos e os acertos vividos pela jovem navegadora, quando, aos 23 anos, resolve empreender a sua primeira viagem em solitário em um veleiro que parte da costa da Noruega e viaja até a França.

Embora tenha se preparado para essa empreitada ao longo da vida, a decisão de realizar essa viagem acontece de forma um tanto súbita e traz muitos desafios para Tamara.

Todo o processo, que envolve o planejamento da viagem, a compra do barco e a sensação de tê-lo, as dificuldades e receios das primeiras saídas, a intimidade que vai sendo construída entre a navegadora, a Sardinha (nome dado ao barco) e o mar do norte, os sustos e as conquistas são compartilhados com o leitor.

Itinerário de leitura

Há certamente um caráter épico nesta aventura, contudo Tamara não demonstra receio de compartilhar aquilo que nos une como seres humanos: os medos, aflições, anseios, e especialmente, o desejo.

Por meio de suas reflexões pessoais e íntimas sobre a coragem, o medo, a viagem em solitário, a navegação feminina, as relações com a sua origem familiar e os afetos envolvidos no seu crescimento e desenvolvimento, o leitor perceberá que são muitas as viagens contidas neste livro.

A decisão de compor um box com os dois títulos – Um mundo em poucas linhas e Mil Milhas – possibilita ao leitor navegar por diferentes momentos, linguagens e experiências vividas e registradas por Tamara Klink. O caminho a ser feito na leitura fica nas mãos do leitor, que elege por onde deseja começar a ler e seguir adiante.

Como os cadernos que Tamara vai preenchendo com seus escritos e desenhos, os livros têm o formato de pequenos diários, conferindo um aspecto de intimidade e proximidade com a autora.  Abrir cada um deles é como entrar no mundo de Tamara e estar com ela em suas travessias.

Se desejar começar lendo Mil Milhas pelo relato, o leitor conhecerá detalhes da primeira viagem em solitário de Tamara, e depois poderá reencontrar a voz poética da jovem navegadora, condensando, nos poemas escritos e visuais, a experiência vivida: o que o texto em prosa expande, pulsa nos poemas, compondo uma conversa entre as duas formas, convidando o leitor a refletir sobre a diferença entre as duas linguagens.

Se desejar começar lendo Um mundo em poucas linhas, o leitor seguirá outro caminho, percorrendo travessias e viagens anteriores, costurando o passado com experiências mais recentes contidas nos poemas, indo e vindo nesse trajeto, e, nessa costura, poderá refletir ao encontrar os relatos de viagem e poemas do Mil Milhas: quais são os ecos daquela menina que viajava em família e da jovem que se descobria crescendo na jovem navegadora que partiu em solitário?

Enfim, há muitas possibilidades de ligações entre as leituras e, ao retornar aos livros em diferentes momentos, o leitor poderá compor variados retratos da autora, que sempre adiciona às viagens, reflexões pessoais, conferindo ao vivido verdadeiras experiências.

Sobre Tamara Klink

Tamara Klink está em seu barco, em alto marTamara é uma jovem navegadora, escritora e comunicadora brasileira.

Os estudos em arquitetura iniciados na Universidade de São Paulo a levaram para a  França, onde cursou um Master na École Supérieure d’Architecture de Nantes, e se especializou em arquitetura naval.

Nos seus relatos de navegação em vídeo, desenho, diário e poema ela divide seu crescimento, descobertas  e inspira jovens a acreditar nos seus sonhos, respeitar o oceano e a assumir o comando das suas travessias.

Seu primeiro livro foi o Férias na Antártica, publicado em 2011 com suas irmãs, Laura e Marina. Com elas, já realizou mais de 200 palestras, em escolas públicas e privadas, empresas, universidades e festivais para públicos de todas as idades.

Conhecendo mais sobre as reflexões da autora

Tamara Klink utiliza diferentes linguagens para se expressar, então, que tal conhecê-la por meio de diferentes aproximações? Um pouco de sua biografia, entrevistas, escritos e vídeos. Assim, vamos compondo um retrato da velejadora, autora e comunicadora.

Vídeo: Sozinha

Sobre decisões ao longo da viagem, sobre a escrita do diário, a interlocução consigo mesma e com os outros. É possível ser sozinha/o nesse mundo?

Vídeo: Riscos

Noção do tempo em nós: “se a quarta série foi ontem, quando será o amanhã?” O que fazer quando os riscos aparecem? Há riscos e riscos. Quais riscos corremos sempre? Quais nos impulsionam, quais nos paralisam?

Entrelaçando linguagens

Os vídeos que assistimos dialogam diretamente com o livro Mil Milhas. Foram elaborados concomitantemente e há um pouco de cada um no outro.

  • De que forma essas duas linguagens conversam?
  • Quais são os recursos que estão na escrita e não podem ser encontrados no vídeo, e vice-versa?
  • Como se complementam?

Para conhecer mais:

  • No site http://www.irmasklink.com.br/ há fotografias e textos de Tamara Klink e suas irmãs sobre diferentes viagens e os aprendizados decorrentes delas.

Projeto de vida: diálogos com a travessia dos leitores

Tamara sentada em seu barco chamado SardinhaNa adolescência, os jovens começam a se projetar para a vida adulta, pensar no que podem e desejam ser fora da escola, e quais decisões tomarão sobre os rumos de suas vidas. O que tem mais a ver com o percurso de cada um?

No que diz respeito à escolarização, é durante o período dos anos finais do ensino fundamental e no ensino médio que essas questões se colocam com mais força. E a escola é certamente o lugar em que os estudantes devem começar a pensar em ancorar seus projetos para que depois possam partir. Ser no mundo.

Isso também significa dizer que a escola precisa proporcionar essa costura entre o que o jovem é e faz, a sua bagagem, a experiência vivida e os conhecimentos que ele construiu, com as possibilidades do seu fazer no mundo. Este é o período em que o estudante começa a se perguntar: quem sou eu?

Essa pergunta, claro, nos acompanha ao logo da vida, mas na adolescência, época de tantas mudanças, mais ainda, porque se quer saber, se precisa saber: quem eu posso ser no mundo? E para o mundo?

Nomes de apoiadores na proa do barco de Tamara em formato de sardinha (adesivo)A própria BNCC estabelece que a escola necessita “assegurar aos estudantes uma formação que, em sintonia com seus percursos e histórias, faculte-lhes definir seus projetos de vida, tanto no que diz respeito ao estudo e ao trabalho como também no que concerne às escolhas de estilos de vida saudáveis, sustentáveis e éticos”.  (página 463)

Em conjunto, os livros de Tamara Klink possibilitam justamente que o leitor/a leitora, ao refletir sobre o percurso da autora, possa pensar no seu próprio caminhar, na própria travessia: quais trajetos fazem mais sentido? E quais são os desafios a encarar nesse percurso escolhido?

Há muitos trechos nas obras que inspiram essas reflexões, como o poema que vem a seguir.

“(…)
calado
o barco me disse tantas coisas
indizíveis
sobre criar coragem
sobre tomar o leme da minha própria vida
sobre dar passos pequenos sonhando a exosfera
sobre acreditar que com essas mãozinhas e esses pensamentos
podemos ir pra lá de onde vão as aves do céu
podemos seguir os trinta-réis do ártico
e levar nossos corações pelágicos
por todas as curvas do planeta.

– Trecho de um poema do livro Mil Milhas, de Tamara Klink (Peirópolis, 2021)

Além de possibilitar uma reflexão sobre o projeto de cada um, esse poema – e tantos outros trechos das duas obras – também apontam para uma ousadia, um ir além, para além não só do conhecido, mas do que traz desafios. Afinal, projetar-se e construir um projeto é isso. Lançar-se.

Retomando a LDB, a BNCC do Ensino Médio reforça alguns aspectos ligados à educação integral dos jovens, a serem atingidos, entre outras coisas, por meio: “da firme convicção na capacidade que todos os estudantes têm de aprender e de alcançar objetivos que, à primeira vista, podem parecer além das suas possibilidades”.

Nos vídeos a seguir, tudo isso fica bastante claro:

Vídeo: Buscar o barco

Vídeo: Crescer e Partir

E algumas questões podem ser levantadas a partir dos vídeos e da experiência de Tamara, para que cada jovem reflita:

  • Quando a gente se dá conta que cresceu?
  • O que é crescer?
  • Quando nós podemos decisões e nosso rumo?
  • O que trazemos na mala? Qual é nossa bagagem existencial?

E outras ainda, sobre o que significa ter um projeto de vida, e suas diferentes dimensões:

Dimensão Pessoal – autoconhecimento

  • É destino ou caminho? Destino é algo dado, que costumamos projetar no futuro. E o caminho? Como podemos diferenciá-lo do destino? No caso de Tamara, era destino tornar-se navegadora por ter nascido naquela família? Ou foi um caminho escolhido?
  • Tamara empreende um longo processo de autoconhecimento. Como isso transparece nas diferentes linguagens que ela usa para se expressar? O que podemos conhecer sobre ela depois de termos lido os dois livros e explorado alguns vídeos?

Dimensão Social – impactos do entorno imediato

  • Nunca fazemos nada sozinhos. Família, comunidade e escola, por exemplo podem contribuir em nossas escolhas e decisões. Como essas diferentes instâncias influenciaram o caminho de Tamara?

Dimensão Profissional – atuação produtiva

  • Para colocar no mundo um projeto, é preciso ter objetivos claros, mas ir além deles. É preciso planejar: pensar nas etapas necessárias para se alcançar aqueles objetivos, nos recursos, nos prazos. Tudo isso fica muito claro no percurso de Tamara, certo? É possível retomar seu percurso?

A partir dessas reflexões, pode-se propor aos estudantes:

  • Que caminho você escolhe tomar hoje? Como esse caminho reflete quem você é?
  • Como seu entorno o influenciou nessa escolha?
  • Como planejá-lo? Objetivos, recursos, prazos?

Multiletramentos: a formação do leitor, ouvinte, produtor e consumidor

Anotação de Tamara no papelFormar o leitor e aquele que se comunica por meio da linguagem escrita significa ir além do suporte de papel. É preciso trazer para o contexto da escola os multiletramentos, que envolvem práticas sociais e de linguagem no meio digital. De acordo com a BNCC do Ensino Médio,

Do ponto de vista das práticas contemporâneas de linguagem, ganham mais destaque, no Ensino Médio, a cultura digital, as culturas juvenis, os novos letramentos e os multiletramentos, os processos colaborativos, as interações e atividades que têm lugar nas mídias e redes sociais, os processos de circulação de informações e a hibridização dos papéis nesse contexto (de leitor/autor e produtor/consumidor), já explorada no Ensino Fundamental.

Posts de Tamara no InstagramTamara Klink é escritora e comunicadora, e lança mão de variados suportes de escrita e de expressão, propondo não apenas um diálogo entre eles, mas também uma sobreposição de linguagens para comunicar aquilo que deseja. Sua escrita nasce tanto no suporte de papel, os diários que leva consigo nas viagens, quanto no meio digital, em textos publicados no Instagram, que têm uma interlocução direta com o público.

A escrita em papel sofre influência daquela que nasce em meio digital, como por exemplo, em seu formato, pontuação, disposição do texto na página. A troca direta com os seguidores (público leitor) também traz influências para o escrito. Além disso, a escrita que nasceu em meio digital também se transforma, quando é passada para o livro. Vale ouvi-la a respeito de sua experiência de leitura e escrita nesses diferentes meios:

 

 

 

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Olá! Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com