À sombra da mangueira - Audios - Editora Peirópolis

À sombra da mangueira – Audios

Por Angelo Abu e Alunos do Hakumana – 
Anusca, Anselmo, Bruno, Carol, Damião, Edson, Ernesto, Faizal,
Helena, Isildo, Mércia, Maria, Moisés, Nhelete, Raul e Reginalda

Em 2016 Angelo Abu esteve em Moçambique para ilustrar as capas de quinze livros do escritor moçambicano Mia Couto. Na ocasião, ofereceu uma oficina de ilustração para os alunos do Centro Filantrópico Hakumana, em Maputo. Todas as manhãs, com o gravador ligado, Abu ouviu e registrou as mais variadas histórias contadas pelos jovens narradores. Foi quando percebeu o tesouro linguístico e cultural que havia encontrado.

À Sombra da Mangueira é um livro para ser visto e ouvido, no marcante sotaque do português falado em Maputo. É também um livro sobre o lugar encantado da narração, ocupado, sem cerimônia, por cada criança, com suas diferentes formas de contar e efabular o mundo.

Compre o livro “À sombra da mangueira”

 

Em Maio de 2016, passei um mês em Moçambique, quando ofereci uma oficina de ilustração aos alunos do Centro Hakumana, na capital Maputo. Propus que as histórias a serem ilustradas partissem deles mesmos. Com o gravador ligado, à sombra de uma mangueira, registrei as mais variadas efabulações, da tradição oral ao completo improviso, passando por anedotas e causos de terror. Ouvidas em conjunto percebi que elas compunham um rico panorama cultural do país. A maneira como usam a língua portuguesa, a mistura com o changana (uma de suas línguas originais), a entonação, a fluidez com que passam da prosa ao canto e sua habilidade narrativa, fazem da experiência de escutar as histórias uma segunda forma de leitura.

Na adaptação da linguagem oral para a escrita muita coisa foi alterada. Na escrita não temos o tom da voz, as flexões, digressões e nuances da fala. Para compensar esta falta fiz uma série de alterações, tomando sempre o cuidado de preservar a linguagem e intenção de cada história. Nesta plataforma o leitor tem a possibilidade de escutar na íntegra a versão original de cada conto, direto de suas fontes primárias. A leitura fonética, com toda a riqueza que a tradição oral traz em cada palavra. Os trechos em changana foram traduzidos pelos próprios alunos e estão todos transcritos no livro impresso.

Além deste livro, a Oficina resultou em uma exposição audiovisual realizada em 2017 no Centro Cultural Brasil Moçambique (CCBM), na Embaixada do Brasil em Maputo. As imagens abaixo são mosaicos montados com fragmentos de ilustrações feitas por mim e por todos os coautores desta história coletiva.

Boa escuta.

— Abu

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Olá! Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com