Vida game

Adriana Calabró, Angelo Abu

R$38,00

A vida é um game e Fernando Fontes tem um plano para passar para a próxima fase. E um parceiro de jogo de outra dimensão.

O texto de Adriana Calabró é vencedor do Concurso João-de-Barro, prestigiado prêmio oferecido pela cidade de Belo Horizonte. Em formato de diário – escrito por um menino de onze anos, que completa doze durante a história, mas tem pensado muito nos treze, quando será tecnicamente um teen – ganha ainda mais visualidade na companhia do caderno de imagens do mineiro Angelo Abu.

A autora, que tem formação em Publicidade e está se licenciando em Letras, já fez incursões no romance e no conto, e faz a sua estreia no gênero infanto-juvenil. “Ao observar os meus sobrinhos e as demais crianças que já conseguem entender sobre a sua própria maturidade, seus próprios limites, surgiu a vontade de dar voz a eles. Assim nasceu o Fernando Fontes, narrador do Vida Game”, diz a autora que além de escritora é roteirista, dramaturga, publicitária e dá aulas de escrita criativa. Possui outras obras premiadas, como o conto Taciana, finalista no prêmio Off-Flip, o Projeto Marco Polo, vencedor da bolsa de criação literária do ProAc e o conto A lança e o dado, finalista no Prêmio Paulo Leminski.

 

  • Editora: Editora Peirópolis
  • ISBN: 978-85-7596-532-0
  • Código Bisac: JUV051000 / JUVENILE FICTION / Imagination & Play
  • Código de Barras: 978-85-7596-532-0
  • Data de Publicação: 01/01/2017
  • Edição: 1
  • Ano da Edição: 2017
  • Dimensões: 13 x 19 cm
  • Peso: 0.1 kg
  • Páginas: 104
  • Idioma: Português
  • Classificação: Livre para todas as idades.
  • Origem: Brasil
  • Capa: Brochura
  • Autores: Adriana Calabró
  • Ilustradores: Angelo Abu
A vida é um game e Fernando Fontes tem um plano para passar para a próxima fase. E um parceiro de jogo de outra dimensão. O texto de Adriana Calabró é vencedor do Concurso João-de-Barro, prestigiado prêmio oferecido pela cidade de Belo Horizonte. Em formato de diário – escrito por um menino de onze anos, que completa doze durante a história, mas tem pensado muito nos treze, quando será tecnicamente um teen – ganha ainda mais visualidade na companhia do caderno de imagens do mineiro Angelo Abu. A autora, que tem formação em Publicidade e está se licenciando em Letras, já fez incursões no romance e no conto, e faz a sua estreia no gênero infanto-juvenil. “Ao observar os meus sobrinhos e as demais crianças que já conseguem entender sobre a sua própria maturidade, seus próprios limites, surgiu a vontade de dar voz a eles. Assim nasceu o Fernando Fontes, narrador do Vida Game”, diz a autora que além de escritora é roteirista, dramaturga, publicitária e dá aulas de escrita criativa. Possui outras obras premiadas, como o conto Taciana, finalista no prêmio Off-Flip, o Projeto Marco Polo, vencedor da bolsa de criação literária do ProAc e o conto A lança e o dado, finalista no Prêmio Paulo Leminski.  

:: Vencedor do Concurso João de Barro de Literatura para Crianças e Jovens da Prefeitura de Belo Horizonte

:: Selecionado para o acervo da Rede Municipal de Educação de São Paulo

Olá! Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com