Alaíde Lisboa e a literatura na escola

Assista aos vídeos, conheça os livros

A escritora e educadora Alaíde Lisboa (1904-2006) fala sobre a importância do livro literário na escola.

Alaíde Lisboa comenta a contribuição que os irmãos Henriqueta Lisboa e José Carlos Lisboa, também escritores, tiveram em sua formação. Confira!

Alaíde Lisboa de Oliveira nasceu em 22 de abril de 1904, em Lambari (MG), e faleceu em Belo Horizonte, em 2007. Viveu a maior parte da sua longa vida na capital mineira, onde atuou em diversas frentes: exerceu carreira política, acadêmica e artística. Como escritora, publicou cerca de 30 livros, entre ensaios da área de Educação, didáticos e literários. Entre seus títulos mais conhecidos, encontram-se A Bonequinha Preta, que se tornou um clássico da literatura infantil brasileira, com mais de um milhão de exemplares vendidos. Alaíde Lisboa foi membro da Academia Municipalista de Letras de Minas Gerais, da Academia Feminina Mineira de Letras e da Academia Mineira de Letras. Além disso, foi a primeira vereadora de Belo Horizonte, entre 1949 e 1952.

Pela Peirópolis, publicou os infantis

Era uma vez um abacateiro
O avião de Alexandre

e as adaptações de clássicos para crianças e jovens

Simbad 
Ulisses

Suas principais ideias sobre a literatura estão na peça radiofônica de Francisco Marques (Chico dos Bonecos),

Quando o segredo se espalha: a poesia em voz alta

Para conhecer mais sobre a autora e sua obra, navegue pelo site da autora.

3 Comments

  • Marco Aurélio Gorgulho Bacha Posted 20 de agosto de 2013 12:54

    Alaíde fez livros de ensino literário mais a frente de seu tempo; quem lesse (no caso, as crianças) gostava de literatura, não eram aqueles livros antiquados, que a criança pegava e sentia horror para sempre de letras mal escolhidas, para gostar de ler e do que está lendo: muita coisa contemporânea no melhor estilo;;; só assim aprenderiam a gostar dos antigos;;; Henriqueta, nem precisa dizer, poeta habilíssima, que não sei porque não cantou muito a sua terra de nascença e adolescência: Lambari;;; e José Carlos Lisboa, talvez o maior hispanista que este Brasil já conheceu, dada a complexidade de excelentes estudos de autores hispânicos.
    Eu diria que em importância intelectual, foram mais importantes que qualquer duo ou trio familiar em qualquer lugar ou época do planeta;;; hoje em dia aqui em minha triste terrinha, se pergunta para a maioria quem foram, não tem a mínima ideia, estão todos afogados no grande esquecimento cultural, que não assola apenas Minas, mas todo o território nacional. Alaíde queria mudar isto.

  • Maria Helena Portugal Rodrigues Posted 24 de agosto de 2015 17:41

    fui professora em BH na Escola Estadual Helena Guerra ,em Contagem em 1967,e encenei com os alunos do 1o ano primário essa linda história da Bonequinha Preta.Sou filha do Professor Portugal que se casou em segunda núpcias com a prima da Alaíde ,Professora Maria José Mello Paiva Portugal ,ex-diretora da Escola Normal do Instituto de Educação .E recebi da poetisa Henriqueta Lisboa um presente dela no meu casamento .Muitas lembranças saudáveis.Visitei o centro de Lambari e não tinha nada no cantinho da Alaíde !

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Olá! Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com