Beto Pandiani continua a caravana de lançamentos de "O mar é minha terra"

Rota de lançamentos – outubro e novembro de 2009

O livro O mar é minha terra marca a estréia da Grão Editora, parceria entre a Editora Peirópolis e a fotógrafa e designer gráfica Maristela Colucci.

O primeiro lançamento de O mar é minha terra aconteceu no “Refúgio do Velejador”, espaço da Casa Cor São Paulo criado por sua esposa, a arquiteta Débora Aguiar; o segundo, na 36a. edição da Semana da Vela de Ilhabela; o terceiro foi realizado na Fnac Pinheiros, e o quarto na Adventure Fair SP, ambos em São Paulo.

Em seguida, Betão esteve no Rio de Janeiro e em Brasília, onde realizou palestras sobre o tema “O sucesso é uma experiência coletiva” e autografou a obra.

Na segunda quinzena de outubro, Betão aporta nas Fnacs de Curitiba e de Porto Alegre; na Feira de Porto Alegre, também com sessão de autógrafos; e em Florianópolis, em local a ser confirmado.

Em novembro, o autor tomará o rumo do Nordeste, fazendo palestras de lançamento na Livraria Cultura de Recife, e em local a ser confirmado em Salvador.

Travessias

Na obra, que tem como fio condutor o diário de bordo da Travessia do Pacífico – sua viagem mais recente a bordo de um catamarã sem cabine, e também a mais longa delas – o velejador relembra passagens imperdíveis de suas cinco jornadas anteriores e recupera uma boa parte de sua trajetória pessoal, passando por momentos de sua infância, juventude e maturidade.

As narrativas, que envolvem a busca e o encontro com o pai e as irmãs desconhecidas, arrebatam por sua delicadeza enquanto conduzem o leitor a paisagens e pensamentos longínquos, onde somente uma expedição pelos mares e oceanos pode conduzir.

Neste primeiro livro de memórias, Pandiani revela-se um narrador hábil e um excelente contador de histórias, que levará o leitor a navegar em ondas, que mesclam momentos de calmaria a situações de risco extremo, viagens interiores e aventuras ao redor do globo às quais a maioria das pessoas jamais de arriscaria.

Confira, abaixo, trechos do prefácio de autoria do jornalista Fernando Paiva e da apresentação escrita pela fotógrafa e editora Maristela Colucci.

O que diz o prefácio de Fernando Paiva

“À diferença da maioria dos relatos de aventura e das biografias de homens do mar, no entanto, este O mar é minha terra não se resume à descrição de barcos, marinheiros, acidentes geográficos, tempestades e calmarias. Trata-se do primeiro livro escrito por Beto Pandiani – e isso faz dele obra completamente diversa das três anteriores por ele protagonizadas. Nelas, as andanças marítimas de Betão foram documentadas por jornalistas e fotógrafos. Nesta, ele foi bem mais fundo. Resolveu realizar uma viagem para dentro de si.”

O que diz a fotógrafa Maristela Colucci, companheira de expedições

“Neste livro, você descobrirá um homem sensível que narra suas experiências – marítimas e de vida – da mesma forma que as vivenciou: de peito aberto. Um explorador que transporta o leitor a pontos remotos do mar e da terra, aos quais chegou sempre levado por suas audaciosas jangadas hi-tech. Locais ora desertos, ora habitados por comunidades indígenas ou esquimós. Um narrador que o fará navegar por plácidas lagoas azul-turquesa para, em seguida, fazê-lo vibrar com as explosões de um vulcão em atividade.”

Sobre a Grão Editora

Grão Editora, novo selo do mercado editorial, resulta da parceria entre a Editora Peirópolis e a fotógrafa Maristela Colucci. O novo selo deverá abrigar publicações que abordam viagens, culinária, estilo de vida e artes visuais.

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Olá! Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com