Crianças do Brasil é uma bela viagem em que a principal atração é a paisagem humana

Cada reconto é envolvido por textos informativos que exploram temas relacionados à história, geografia, meio ambiente, crenças, costumes e cultura de cada lugar – conteúdo pesquisado e escrito pelas jornalistas Jakeline Lins e Luciana Tonelli, também responsável pela edição geral dos textos, com a consultoria técnica da equipe de historiadores do Museu da Pessoa.

Valorização da diversidade

Ao conhecer o amplo acervo de histórias de vida do Museu da Pessoa, com personagens de todas as latitudes, origens, idades, profissões e vivências, a editora Renata Borges logo percebeu nesse conteúdo grande sintonia com questões caras à Peirópolis, como a valorização da memória e da riqueza cultural e humana de nosso país.

Assim, propôs a um dos diretores do Museu, o escritor José Santos, um desafio: transpor para a voz infantil algumas das histórias de homens e mulheres que expressassem essa imensa riqueza e diversidade, surgindo então o livro Crianças do Brasil – Suas histórias, seus brinquedos, seus sonhos.

As histórias ali reunidas foram editadas em ordem de “idade”: do personagem mais velho para o mais novo. Assim, a “viagem” começa no Mato Grosso com Sinfrônio, nascido em 1905 (já falecido), e termina no Acre com Mauirá, nascido em 1984. Entre um e outro, o leitor depara-se com personagens anônimos e também ilustres, como é o caso do geólogo Aldo Rebouças, da sambista Vó Maria, da bonequeira Dona Izabel, homenageada pelo Prêmio Culturas Populares, que na edição 2009 leva seu nome, e do escritor indígena Yaguarê Yamã, também autor da Peirópolis.

Leia em seguida as orelhas, o texto de apresentação de José Santos e o sumário da obra.

Orelhas:

Se você puxar o fio da memória também pode contar uma história. A sua história. Que é certamente muito, muito importante e traz junto com ela um pouco da história da sua família, do lugar onde você mora, do tempo em que você vive.

Neste livro, outros 27 meninos e meninas como você puxaram um fio da memória e contaram sua história. Todas elas foram narradas, gravadas em vídeo e depois recontadas por José Santos, escritor que dirige um museu muito diferente, o Museu da Pessoa. Ali ele e sua equipe guardam sabe o quê? Histórias de vida de gente como a gente. Pessoas comuns e diferentes. Adultos que já foram crianças e crianças que serão adultos.

Este é, antes de tudo, um livro de histórias de crianças. Tem história de menino que virou tropeiro, de garoto esperto e danado que gosta de onça, lebre e bicho do mato. De menina que acredita em fantasmas e que faz boneca de barro. De gente pequena que trabalha o dia todo na roça e anda, anda, pra chegar na escola.

Menino que viveu no tempo da guerra, mas nem por isso deixou de brincar e jogar bola. Menina que viu o cinema nascer e menina que pinta e borda. Tem menino que fez a vida cheia de encanto, pescando e vivendo à beira-mar. Tem menino que morou em casa de barro e outro sob telhado de palha de babaçu. Tem menino que gosta de goiaba e sabe enganar cobra. Tem menino branco, negro, índio. Menino mestiço, menino brasileiro, filho de estrangeiro. Garotos da cidade, do mato, do sertão e da fazenda. Histórias de todo jeito…

Esperamos que vocês gostem de ler essas histórias e assim, de conhecer um pouco mais o nosso Brasil. Quem sabe também se animam a puxar um fio da memória e contar a sua história?

Apresentação

Passear pelo país com essa turminha foi uma das melhores viagens literárias que já fiz. Mas, confesso, não foi moleza, não! Quando a Renata Borges, da Editora Peirópolis, me convidou para escrever um livro que pudesse mostrar a vida de crianças brasileiras em diversas regiões e em diferentes épocas, gostei bastante da ideia. Mas fiquei com o pé atrás. Afinal, meus livros sempre foram de poesia, e fazer prosa desse jeito, como reconto, era um grande desafio.

Pois desse desafio surgiram as 27 histórias que vocês irão conhecer aqui. Todas elas estão guardadas no Museu da Pessoa, um museu muito diferente. Ele abriga relatos de milhares de brasileiros de idades, origens e profissões muito variadas.

Quando alguém vai ao Museu gravar a sua entrevista, fala sobre seus antepassados, sua infância, a vida escolar, namoro, casamento, viagens, trabalho, um pouco de tudo. E quando acaba, profissionais muito dedicados, chamados transcritores, escutam toda a gravação e passam para o papel tudo que a pessoa contou.

Para transformar o que esses 27 brasileiros e brasileiras falaram sobre a sua infância, como se voltassem no tempo e contassem na hora as coisas que viam e viviam, usamos o recurso do reconto – ou seja, contar de novo, numa linguagem acessível a crianças e jovens, tudo o que foi dito, mantendo o jeito de falar de cada pessoa.

Como vocês sabem, um livro não se faz sozinho. Além da Renata, que teve a ideia e deu todo o suporte, tive a valiosa ajuda da equipe do Museu da Pessoa, principalmente do Thiago, da Winny, da Cláudia Leonor, da Rosali e do Gustavo, que, num arquivo com mais de dez mil entrevistas, pesquisaram as melhores histórias e me deram muitas sugestões. Eles também mandaram para o Claudio Martins, o artista que ilustrou o livro, fotos de todo mundo, para que ele pudesse se inspirar e fazer os maravilhosos desenhos que aqui estão. Outras participações fundamentais foram as da Luciana e da Jakeline, que escreveram o livro junto, pesquisando e redigindo todos os textos informativos que vocês irão conhecer.

Depois de muitos meses de trabalho e dedicação, aqui está o livro, para que alunos e professores possam conhecer e discutir um pouco mais sobre como foi e como é a vida das crianças e jovens brasileiros, do Oiapoque ao Chuí.

Sumário

Sinfrônio
Sabores do sítio Gomitá

Maria das Dores
Infância entre quermesses e cirandas

Izabel
Brincadeiras com o barro do Jequitinhonha

Deusdedith
Vida de criança que trabalha

Carlos
Menino misterioso, meninos levado

Aldo
Um garoto apaixonado pelas águas

Danilo
Com 13 anos já dava a bênção

Vanete
De coração aberto para o mundo

Zenaide
Entre redes e barcos de pesca

Amezilda
Longo caminho até a escola

Evauri
Pés na terra, cabeça nas nuvens

Diocina
Menina apaixonada pela floresta

Ailton
Aventuras de um curumim krenak

Reginaldo
Menino-peixinho de igarapé

Maria da Penha
Uma filha do sertão com desejo de mar

Conceição
Com 12 anos já era professora

Gustavo
No olho do redemoinho

Maria Ângela
Fascinação pelos bichos marinhos

Ivaneide
Batismo de fogo nas águas do Jaci

Evando
Menino da roça com fome de leitura

Irany
Olhinhos de ver bicho tomam susto na cidade

Edgar
Brincando de criar universos

Dalva
Era uma vez uma casa muito feminina…

Vicentina
De caranguejos e outros bichos

Pasiku
Um indiozinho entre dois mundos

Yaguarê
Quando a escolha é a natureza

Mauirá
O alemãozinho que nasceu curumim

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Olá! Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com