ABCDESPAÇO

A Peirópolis lança em breve ABCDESPAÇO, o abc poético dedicado ao universo. Os mesmos autores de ABCDinos, o cientista Luiz Eduardo Anelli, a livreira Celina Bodenmuller e a ilustradora Graziela Mattar, alçam o olhar para o infinito e o além, e fazem verso com as distâncias entre as estrelas e os mistérios da criação.
Neste novo abecedário poético, o leitor entrará em contato com a graça da poesia e a magia da ciência, a beleza do universo e o tamanho de nosso desconhecimento a respeito dele. Além de textos informativos, o livro traz ao final uma breve linha do tempo, em que você pode imaginar a idade do universo desde o Big Bang.

Minha primeira lembrança de criança sobre o espaço é de astronautas pulando na superfície lunar. Que delícia aquilo devia ser! Também penso na Laika, a cachorrinha que, antes dos astronautas, já tinha viajado numa nave espacial. Me disseram para não contar estrelas para que não nascessem verrugas em meus dedos, mas hoje sei que isso é pura lorota. Para escrever este livro, vesti meu traje espacial, embarquei na astronave da imaginação e pilotei pelo espaço sideral, até alcançar o planeta Infância. Foi nesse lugar que, anos atrás, encontrei o Luiz Eduardo Anelli pela primeira vez e é para lá que voltamos quando fazemos nossos livros. Escrevemos sobre as coisas que amamos e que habitam
o sistema interplanetário que construímos juntos. Quando não estou em minha nave, cuido de uma linda livraria chamada PanaPaná, repleta de livros para crianças, ou apresento o Era Uma Vez, um programa de rádio em que entrevisto pessoas que também gostam de ler e escrever. Este é meu segundo livro pela editora Peirópolis e o sétimo de minha carreira como escritora.

 

Como você acha que o homem deve olhar para o universo?
Acho que o homem deve olhar para o Universo com liberdade. Liberdade para contemplar, para pesquisar, para sentir alegria ou melancolia, para pensar mistérios, inventar histórias e fazer poesia.

Quais os aprendizados mais admiráveis que o céu pode nos proporcionar? 

Não sei dizer, ainda preciso aprender mais para responder esta pergunta. Mas acho que o céu pode proporcionar muita curiosidade e vontade de fazer perguntas e correr atrás das respostas para elas. Por que o céu é azul, e por que fica escuro quando anoitece? Quem faz a barulheira do trovão lá no céu? Por que o raio começa no céu e termina no chão?

Por que você fez este livro?
Porque amo ler livros. Porque amo escrever livros. Porque amo quem escreveu este livro comigo. Porque amo a vida e toda as maravilhas que ela nos oferece, como o espaço infinito e seus mistérios.

O que as crianças também podem aprender com o universo?
O universo ensina que somos muito pouco, quase nada. Que a vida é brevíssima, dura muito pouco, quase nada. Que as maiores alegrias da vida custam pouco, quase nada. Quer ver? As estrelas brilhantes lá do céu são de graça, os eclipses são de graça, a lua cheia como um balão iluminado é de graça…

De todas as coisas do universo, qual a mais importante para você?
Vou passar essa pergunta, acho tudo legal e importante. Mas quero dizer umas coisas que eu não gosto: pensar em morar em outro planeta em vez de arrumar o que não está bom por aqui, o lixo espacial flutuando por aí, que feio… Os astronautas jogarem cocô no espaço, feio também!

Qual o seu planeta preferido e por que?
Gosto de todos, mas escolho Vênus – na mitologia grega Afrodite – que é a deusa que nos ensina a praticar a beleza e o amor (reparou que todos os planetas do Sistema Solar têm nomes de deuses, com exceção da Terra?).

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com