Impressões de leitura – Não falta nada

Do blog Brincadeiras Literárias

Meu (primeiro) sobrinho nasceu no começo do mês (dia 05, precisamente) e está sendo uma delícia ter um bebê na família.
Semana passada, quando recebi os livros enviados pela Editora Peirópolis, um deles me fez rir muito, pois fala exatamente sobre o desenvolvimento da criança e a maneira como os adultos a tratam e a veem: decidem tudo por ela, falam por ela, facilitam o seu caminho…
Fiquei imaginando o João Miguel em cada uma das passagens da história e – prometo! – vou me policiar pra não agir como os pais do livro (rs): vou ser uma tia presente, mas que não impede o pimpolho de se desenvolver com autonomia, aprendendo com os erros e os tropeços.
Na onda de “não faltar nada” para a criança, muitas vezes os familiares não percebem algo muito importante: o excesso de zelo faz faltar “ar” e (possibilidades de) descobertas independentes.

Do blog @mardehistorias

Este livro chegou no meu @mardehistorias e, sem aviso prévio, me deu um chacoalhão. Daqueles bem chacoalhados e que te fazem pensar e se rever.
É o meu mais novo livro de cabeceira. Quero olhar pra ele todo dia antes de levantar da cama e começar meu dia de mãe.
Sim, este é um livro  #paratodasasinfancias e que se encaixou perfeitamente no meu 💙 de mãe.  Eu diria que ele pode ser visto como um “tratado materno”, algo como : mãe, vem aqui, vamos pensar um pouco sobre nosso dia a dia? Sobre o que tem acontecido nessa nossa relação que acaba de nascer.
Ele o relato leve ( sim, o chacoalhão acontece quando cai dentro da gente) de uma criança que acaba de nascer e nos apresenta como seus “problemas” vão sendo resolvidos: ➡para o choro – chupeta! ➡Tira tudo do caminho pra ele não cair! ➡Não deixa andar que ele vai se cansar! ➡Primeiro dia de aula: Ele gosta disso, disso e disso (😬😬?!?!?). As ilustrações trouxeram cores para minha reflexão… E eu amei ele todinho! Em um mundo corrido e cheio de informação no mundo materno, vale mesmo sentar e sentir que Não falta Nada! A leitura preenche e provoca!
Vamos lá mamães… Um dia de cada vez, sempre conscientes ( ou tentando né?) ah… E antes que eu me esqueça, esse livro é sim para crianças também! E elas poderão conversar muito com ele! É que ele encontrou aqui a minha gavetinha de sentimentos e eu desandei  a falar a partir dela…

 

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Olá! Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com