"Nos caminhos da literatura": a obra literária e a formação de leitores

O evento buscou abordar como a leitura literária pode atuar no sentido de fortalecer a educação de qualidade e estimular a formação de novos e competentes leitores no mundo de hoje, repleto de questões complexas para aqueles que lidam com o campo da educação, sejam nas escolas públicas, privadas ou nas ONGs.

Confira, em seguida, o texto de orelhas escrito pela editora Renata Borges, da Editora Peirópolis, e a relação de autores e seus respectivos textos publicados em “Nos caminhos da literatura”.

Sobre “Nos caminhos da literatura” ? Orelhas:

O formato do livro evoluiu ao longo da história proporcionando novas formas de leitura. A leitura privada e silenciosa, essa que nos permite uma relação quase afetiva com o livro como objeto e uma relação de co-autoria com a obra literária, só foi possível graças à evolução no formato do livro, que tornou-se pequeno, como os primeiros livros de horas, e pôde então constituir-se propriedade privada de alguém, de um único leitor. Renova-se o suporte e transformam-se as possibilidades de leitura. Quais as novas oportunidades de leitura com que crianças e jovens de hoje se deparam? Que desafios se impõem para a escola, os pais e os mediadores de leitura no incentivo à competência leitora de crianças e jovens brasileiros, de modo a estimular o diálogo permanente entre o eles e o mundo, torná-los leitores competentes, indivíduos autônomos e criadores? Quais os principais acertos e equívocos das políticas de incentivo à leitura? Como a leitura imagética pode tornar-se ponto de partida para a construção de narrativas? Leitura como criação, invenção e re-invenção do mundo e dos significados, como a capacidade de compreensão e expressão lingüística e estética. Leitura como exercício de inserção do cidadão no mundo. Essas e outras questões centrais relacionadas ao papel de cada um como leitor e de todos no estímulo da leitura no Brasil estão aqui abordadas em reflexões preciosas de dezessete respeitados especialistas do Brasil, Espanha, Argentina e Colômbia. O contexto em que essas reflexões foram compartilhadas demonstra que vem se fortalecendo a atenção da sociedade brasileira para o livro e a leitura. Os textos que seguem foram recolhidos do Seminário ¬¬¬¬ Prazer em Ler de Promoção da Leitura ? Nos Caminhos da Literatura, que reuniu mais de 500 participantes, entre educadores e professores de escolas públicas e privadas, ONGs, editoras, fundações empresariais, mediadores de leitura e jornalistas de todo o País, numa clara demonstração de que o Brasil multiplica suas ações em prol da leitura e angaria adeptos na tarefa de formar cidadãos leitores.

Textos & Autores:

Andar entre livros: a leitura literária na escola Teresa Colomer / Universidade Autônoma de Barcelona (Espanha)

A leitura da imagem
Angela Lago / Escritora e ilustradora (MG)

Lendo imagens
Graça Lima / UFRJ (RJ)

Alguns equívocos sobre leitura
Ana Maria Machado / Escritora e tradutora (RJ)

Ler e escrever: os prazeres da intimidade com o livro
Xosé Antonio Neira Cruz / Escritor, Santiago da Compostela (Espanha)

Literatura, conhecimento e liberdade
Luiz Percival Leme Britto / Universidade de Sorocaba (SP)

Educação indígena: do corpo, da mente e do espírito
Daniel Munduruku, escritor (SP)

O ensino médio e a formação do leitor
Regina Zilberman / PUC ? Porto Alegre (RS)

Monteiro Lobato, um correspondente muito especial
Marisa Lajolo / Universidade Mackenzie (SP)

Da leitura da palavra à leitura do mundo
Silvia Castrillón / As. Colombiana de Leitura e Escrita (Bogotá, Colômbia)

Infância ? Literatura ? Leitura: alguns marcos dessa trama na argentina
Cecilia Bettolli / Centro de Difusão e Investigação de Literatura Infantil e Juvenil (Córdoba, Argentina)

Por que escrevo
Bartolomeu Campos de Queirós / Escritor (MG)

Avaliando minha dívida com a leitura
Marina Colasanti / Escritora e jornalista (RJ)

Leitura: uma escolha de caminhos
Nilma Gonçalves Lacerda / Universidade Federal Fluminense (RJ)

Armadilhas para a formação de leitores: didatismo, sistema cultural dominante e políticas educacionais
Ricardo Azevedo / Escritor, ilustrador e pesquisador (SP)

Literatura e leitura em tempos de internet
Nelly Novaes Coelho / USP (SP)

A década de 1970 e a renovação da literatura infantil e juvenil
Laura Sandroni / FNLIJ

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Olá! Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com