ONGs e empresas: contradições e convergências

A análise a ser desenvolvida no seminário considerará que tanto empresas como ONGs são ?sujeitos sociais?, comprometidos com distintos projetos e alternativas de desenvolvimento para a sociedade brasileira, na medida em que as ONGs – na sua atuação cotidiana – buscam alternativas e formulam propostas que se contrapõem ao processo de globalização capitalista, comandado pelas grandes corporações multinacionais e instituições internacionais.

Pretende-se debater a responsabilidade das empresas em relação aos rumos da globalização, desde a negação dos direitos humanos, passando pelas ações que comprometem a sustentabilidade socioambiental, até os processos de concentração de renda e de dominação da economia pela acumulação financeira. Desta forma, o seminário será um espaço para aprofundar a reflexão sobre as contradições e convergências entre ONGs e empresas nos processos de desenvolvimento e na promoção dos direitos humanos.

O evento conta com o apoio da Editora Peirópolis, Maxprint Editora e Gráfica Ltda, Global Editora e Grupo Editorial Summus. Veja abaixo a programação completa do evento e o procedimento para inscrições:

ONGs e Empresas: Contradições e convergências nos processos de desenvolvimento e na promoção dos direitos humanos – Dias 7 e 8 de novembro, Teatro Aliança Francesa – Rua General Jardim, 182, São Paulo/SP

7 de Novembro
De 19h30 às 22h

Abertura: Jorge Eduardo Durão (Abong)
Mesa: ONGs, empresas e DHESCs

O papel dos movimentos sociais, ONGs e setor empresarial no tocante à superação das desigualdades e promoção dos Direitos Humanos econômicos, sociais e culturais no Brasil. Com Guacira de Oliveira (CFEMEA), Paulo Itacarambi (Instituto Ethos) e moderador/a da Abong.

8 de Novembro
De 9h às 12h30

Mesa: Os projetos de desenvolvimento em disputa e o papel do setor privado

Nesta mesa, será debatido o desafio de um projeto de sociedade sustentável e democrática para o Brasil, com foco no papel das empresas transnacionais, das empresas estatais (públicas), do agronegócio, da indústria e do setor financeiro no país. Com Luiz Gonzaga Belluzzo (Centro Internacional Celso Furtado), Jean Pierre Leroy (Fase), João Pedro Stédile (MST) e moderador/a da Abong.

14h às 17h30

Mesa: Possibilidade de controle social sobre o setor privado

Nesta mesa, será debatido o papel das empresas no contexto neoliberal de redução do controle público sobre o impacto socioambiental de suas ações, além do avanço dos processos de desregulação, a introdução de novos mecanismos de auto-regulação e o papel das ONGs diante desse panorama. Com Ciro Torres (Ibase), Jorge Eduardo Durão (Abong), Carlos Vainer (Ipur-UFRJ) e moderador/a da Abong.

Inscrições:
Fone: (11) 3237-2122
E-mail: abong@uol.com.br

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Olá! Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com