O mundo no black power de Tayó – release

EDITORA PEIRÓPOLIS LANÇA OBRA O MUNDO NO BLACK POWER DE TAYÓ

Voltado para o público infantojuvenil, o livro traz os valores da cultura africana

 

FICHA TÉCNICA:

Título: O mundo no black power de Tayó

Autor: Kiusam de Oliveira

Ilustrador: Taisa Borges

Formato: 24×17 cm

Cores: 4

Nº de Páginas: 44

ISBN: 978-85-7596-309-8

 

A Editora Peirópolis lança, este mês, o livro O mundo no black power de Tayó, de autoria de Kiusam de Oliveira e ilustração de Taisa Borges. A obra leva o leitor à incrível história da encantadora menina negra que valoriza sua beleza interna e externa. Ela carrega em seu cabelo back power toda a beleza de sua alma, mas sofre preconceito de outras crianças na escola e o peso de toda a história de sofrimento de seus antepassados. A narrativa traz a riqueza da cultura afro-brasileira, a começar pelo nome da personagem principal “Tayó”, que significa, na língua africana iourubá, “da alegria”.

Segundo a autora, a principal mensagem que o livro traz é que a menina negra, que preserva e valoriza seu cabelo natural, crespo e circular, também é uma princesa que guarda beleza herdada dos seus ancestrais. “A idéia para o enredo surgiu das minhas próprias experiências enquanto menina negra e, depois, como professora de meninas negras. Estas crianças sofrem demais com os xingamentos que recaem sobre a cor da pele e suas características físicas – principalmente, o tipo de cabelo”, afirma Kiusam.

Ela conta que sempre escreve suas histórias a partir de uma imagem, uma visão. No caso deste livro, Kiusam estava na casa de campo de seus pais e viu uma menina linda diante de si, na varanda. “Foi quando sorrindo, ela se apresentou: ‘Eu sou Tayó’. Eu pensei “da alegria” e sorri em retribuição”, explica.

Sobre o seu processo de criação, a autora conta que ao criar um livro parte sempre do pressuposto de que o texto precisa ser capaz de tratar de valores; resgatar a autoestima de alguém; tratar das relações etnicorraciais; empoderar crianças negras e valorizar as culturas negras. Além disso, seu trabalho tem como objetivo ainda compartilhar sequências didáticas com os profissionais da educação e levar as crianças a respeitarem e valorizarem outras etnias.

Cada ilustração da obra foi cuidadosamente desenhada por Taisa Borges a partir da descrição da autora. “E assim, Taisa foi construindo, com liberdade, a protagonista do meu texto. Hoje, olho para Tayó e posso ver minhas sobrinhas, primas, alunas – eu posso ver a mim mesma – e sentir orgulho. Isso, em termos de identidade negra, é fundamental, uma vez que as crianças negras não têm modelos positivos nas revistas e programas de televisão como espelho. É um caminho que ainda deve ser construído pelas mídias brasileiras. A Taisa, ao meu ver, cumpriu de forma brilhante, o seu ofício”, afirma Kiusam.

A ilustradora Taisa Borges usou guache em papel para a criação das figuras. “Fiz muitas imagens até chegar onde a autora queria. Ela tinha imagens precisas que queira evidenciar. Foi um trabalho conjunto, editora, autora e eu”, afirma, enfatizando que gosta muito da cultura africana e de suas cores, formas e personagens. “Todo trabalho que faço vejo como um aprendizado. Com esse aprendi sobre respeito, troca, autoestima, cor, estamparia, pessoas, bichos e plantas”, conclui.

 

Sobre a autora:

Kiusam de Oliveira é artista multimídia, arte-educadora, bailarina, coreógrafa e contadora de histórias. Doutora em Educação e mestre em psicologia pela USP, tem ampla experiência em sala de aula, da educação infantil ao nível superior. Especialista nas temáticas das relações étnico-raciais, de gênero, da corporeidade e do candomblé de ketu, e ativista do movimento negro há quase 30 anos, trabalhou pela implementação da lei 10.639/03 (2005-2009), que regula o ensino da história da África e da cultura afro-brasileira em todo o país. Sobre o tema, ministra cursos, palestras, oficinas e workshops em congressos e universidades em todo o país. Criadora e diretora do programa de rádio Povinho de Ketu – as africanidades brasileiras no ar, transmitido pelas rádios públicas nacionais, é bailarina e coreógrafa no show Tecnomacumba, de Rita Ribeiro, e autora de Omo-Oba: histórias de princesas (2009), selecionado pela FNLIJ para o Catálogo de Bologna 2010, e para o PNBE do mesmo ano.

 

Sobre a ilustradora:

Taisa Borges é natural de São Paulo, onde mora atualmente. Após cursar artes plásticas na capital paulistana, mudou-se para a França, onde deu continuidade aos estudos de pintura na faculdade de Beaux-Arts de Paris. No mesmo período cursou estilismo no Studio Berçot. De volta a São Paulo, desenvolveu desenhos de estamparia para diversas confecções e para sua própria marca, a “Motivos Brasileiros”. Desde 2006 dedica-se à ilustração. É autora de cinco livros de imagem e um livro em HQ, Frankenstein em quadrinhos, que integra a coleção Clássicos em HQ da Editora Peirópolis. Para conhecer mais o trabalho de Taisa Borges, navegue pelo site <taisaborges.com>.

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com